Serviços aos médicos


Licença Temporária Estudantes Formados no Exterior

DEFINIÇÃO

Modalidade de autorização precária que o CREMESP fornece aos médicos estrangeiros ou brasileiros formandos no exterior que ainda não possuem diploma revalidado, para poderem freqüentar os programas de ensino de pós-graduação, vedada Residência Médica, oferecidos por instituições médico-hospitalares que cumprirem as exigências da Resolução CFM. nº 1.832/2008. O médico estrangeiro ou brasileiro requerente também estará sujeito às normas da mencionada Resolução.

 

PARA AS INSTITUIÇÕES

1 - Preferencialmente, estes programas deverão ser oferecidos por unidades médico-hospitalares diretamente ligadas a instituições de ensino superior que mantenham programas de Residência Médica;

2 - A duração do programa será a mesma do programa de Residência Médica, não cabendo qualquer extensão, mesmo que exigida no país de origem;

3 - A instituição, através do diretor técnico, preceptor ou médico investido em função semelhante, deverá informar por escrito a existência destes estrangeiros em suas repartições, bem como o período e a área de pós-graduação;

4 - Os atos médicos decorrentes do aprendizado deverão ser realizados sob a supervisão direta dos responsáveis acima mencionados, que assumirão a responsabilidade solidária pelos mesmos, e, terão anotadas em seus prontuários as respectivas responsabilidades;

5 - Expedir o documento de conclusão do curso que deverá constar explicitamente, além dos dados do curso, que o documento não é válido para o exercício de atividade médica no país.

OBSERVAÇÕES

Orientamos que sejam observados e cumpridos todos artigos da referida Resolução CFM 1.832/2008

PARA OS ESTUDANTES

1 - Será concedida a estrangeiro portador de "visto temporário" ou brasileiro formado no exterior, em ambos casos sem diploma revalidado;

2 - Comprovar a conclusão do curso em Medicina;

3 - Submeter-se a exame ou processo de seleção conforme as normas da instituição;

4 - Comprovar a posse de recursos para subsistência durante o curso.

OBSERVAÇÕES

Orientamos que sejam observados e cumpridos todos artigos da referida Resolução CFM 1.832/2008

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA

1 -  Ficha Cadastral (fornecido pelo CRM);

2 - Cópia do Diploma de Médico acompanhada da respectiva tradução oficial;

3 - Declaração original expedida pela instituição médico-hospitalar, assinada pelo diretor técnico, preceptor ou médico investido em função semelhante, que comprove que foi submetido e aprovado em seleção para a vaga no programa de ensino de pós- graduação;

4 - Cópia do documento que comprove a regularidade e seu "visto temporário" no país emitido pelo orgão competente;

5 - 01 foto 3x4 recente com fundo branco. Não serão aceitas fotos com óculos escuros, chapéu ou adereços que dificultem a identificação do médico;

6 - Termo de Ciência e Compromisso (clique aqui).

OBSERVAÇÕES

Locais para o recebimento da documentação (clique aqui).

 

 


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
Centro - São Paulo/SP - 01301-910

Sede - Luís Coelho: Rua Luís Coelho, 26
Consolação - São Paulo/SP - 01309-900

Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 237 usuários on-line - 10335
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior