Pareceres


Nova Pesquisa | Voltar
Enviar por e-mail | Imprimir apenas a ficha | Imprimir o parecer com a ficha

PARECER Órgão: Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo
Número: 23213 Data Emissão: 04-04-2017
Ementa: A Lei nº 12.871/13, em seu artigo 16 define: o médico intercambista exercerá a medicina exclusivamente no âmbito das atividades de ensino, pesquisa e extensão do projeto "Mais Médicos" para o Brasil, dispensada, nos primeiros três anos de participação, a revalidação de seu diploma (...). Portanto, na condição de intercambista, o integrante do programa "Mais Médicos" somente poderá participar do Programa de Saúde da Família e das Unidades Básicas de Saúde, ligadas a atenção básica. Não podem participar de atendimento avançado, realizar procedimentos e muito menos trabalhar na medicina privada.

Imprimir apenas a ficha


Imprimir o parecer com a ficha
 

Consulta nº 23.213/15

 

Assunto: Sobre a participação de médicos estrangeiros, que fazem parte do programa "Mais Médicos", no antedimento do SAMU.

Relator: Conselheiro Renato Françoso Filho.


Ementa: A Lei nº 12.871/13, em seu artigo 16 define: o médico intercambista exercerá a medicina exclusivamente no âmbito das atividades de ensino, pesquisa e extensão do projeto "Mais Médicos" para o Brasil, dispensada, nos primeiros três anos de participação, a revalidação de seu diploma (...). Portanto, na condição de intercambista, o integrante do programa "Mais Médicos" somente poderá participar do Programa de Saúde da Família e das Unidades Básicas de Saúde, ligadas a atenção básica. Não podem participar de atendimento avançado, realizar procedimentos e muito menos trabalhar na medicina privada.

 

O consulente, Dr. A.D.R., Coordenador Médico do SAMU em cidade do interior de São Paulo,  solicita parecer do CREMESP acerca das declarações do Secretário de Saúde da cidade, em um jornal local, sobre a colocação de médicos estrageiros do programa "Mais Médicos", do Governo Federal, junto ao SAMU.

 

PARECER

 

Tal manifestação ocorreu através da imprensa, tendo em vista que um destes intercambistas era o "médico" da ambulância em jogo de futebol, tendo havido a morte de um torcedor atendido por este.

A Lei nº 12.871/13, em seu artigo 16, define: "o médico intercambista exercerá a Medicina exclusivamente no âmbito das atividades de ensino, pesquisa e extensão do projeto "Mais Médicos" para o Brasil, dispensada, nos primeiros três anos de participação, a revalidação de seu diploma (...)".

Portanto, na condição de intercambista, o integrante do programa "Mais Médicos" somente poderá participar do Programa de Saúde da Família e das Unidades Básicas de Saúde, ligadas à atenção básica. Não podem participar de atendimento avançado, realizar procedimentos e muito menos trabalhar na medicina privada.

Este é o nosso parecer, s.m.j.

 

Conselheiro Renato Françoso Filho


APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA DE CONSULTAS, REALIZADA EM 24.03.2017.
HOMOLOGADO NA 4.772ª REUNIÃO PLENÁRIA, REALIZADA EM 04.04.2017.

Imprimir o parecer com a ficha

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede - Frei Caneca: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - 01307-002

Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
(Sem atendimento ao público)
Centro - São Paulo/SP - 01301-910

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 217 usuários on-line - 61
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior