Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 16-09-2019
    Ensino médico
    Ética médica e saúde mental do médico e do estudante de Medicina são temas de palestras do Cremesp
  • 13-09-2019
    Inscrições abertas
    Evento do Cremesp dirigido a médicos terá palestra sobre como reconhecer o comportamento suicida
  • 13-09-2019
    Operação Vagatomia
    Cremesp fornece provas inéditas de investigação sobre Universidade Brasil para PF e cobra providências da Justiça
  • 06-09-2019
    Revista JMRR
    Cremesp mantém aberta submissão de artigos para sua primeira publicação científica
  • Notícias


    16-05-2019

    Cuidados paliativos 

    Presidente do Cremesp ressalta papel do conhecimento para o exercício da autonomia pelo paciente

    A importância do conhecimento para o exercício pleno da autonomia foi um dos temas da palestra do presidente do Cremesp, Mario Jorge Tsuchiya, no Simpósio Inovações Médicas e Científicas e seus Princípios Éticos, realizado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal Paulista (EPM-Unifesp), nos dias 10 e11 de maio. Tschuiya discorreu sobre o tema Cuidados Paliativos: autonomia do paciente, em 11 de maio. “Não existe autonomia por si só. Para a plena capacidade de decisão, é necessário o conhecimento. Na área de saúde, em caso de doença, quem vai transmitir esse conhecimento para o paciente é o médico. E, juntos, eles podem ampliar a capacidade de decisão autônoma”, explicou.  

    O presidente do Cremesp falou também sobre o papel dos cuidados paliativos para a dignidade humana e abordou a ética médica, fazendo uma analogia entre o início e o fim da vida, temática que ele desenvolveu como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Bioética.   “No início da vida, o corpo humano vai se formando e, no fim, se degenerando. No início, o último sistema a amadurecer é o nervoso e, assim, começa a validade da vida. Na terminalidade da vida temos a degeneração do sistema nervoso. É uma ordem natural tanto no desenvolvimento como na degeneração do corpo humano. Precisamos ter capacidade, não só intelectual, mas também afetiva, de entender esses processos”, afirmou.  “A vida humana é válida, não como vida biológica, mas como vida com capacidade de relações”, completou.    

    Da esq. para a dir.: Mario Jorge Tsuchiya,  Emília Sato  e Rodrigo Souto Carvalho

    Durante os debates, a diretora da EPM-Unifesp e uma das organizadoras do evento, professora Emília Sato, perguntou ao presidente do Cremesp sobre qual deveria ser a conduta quando há antagonismo entre a vontade do paciente e a da família. “A família, obviamente, deve ser ouvida e considerada, mas o médico é, antes de tudo, daquele paciente. Por isso o papel de curador do médico é muito importante”, afirmou. “O médico é um curador no sentido jurídico da palavra, ele tem a curatela do paciente; é o seu cuidador”, concluiu Tsuchiya.  

    No simpósio, que também teve a presença do conselheiro do Cremesp, Rodrigo Souto Carvalho, foram discutidas as inovações na área da saúde como telemedicina, avanços em genética, opções terapêuticas às transfusões de sangue, neuroengenharia, os limites da ciência e os princípios éticos que devem nortear essas práticas.

    Fotos: Osmar Bustos


    Este conteúdo teve 970 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 260 usuários on-line - 970
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior