Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 24-02-2017
    Saúde
    Prevenção ainda é a melhor forma para evitar as DST
  • 24-02-2017
    Sessão Plenária
    Bolsistas de Bioética do Cremesp apresentam resultados de pesquisa a conselheiros
  • 24-02-2017
    Estudante
    Cremesp torna obrigatória entrega do Código de Ética do Estudante nas escolas médicas de São Paulo
  • 22-02-2017
    Cultura
    Prédio do Cremesp na Consolação recebe intervenção artística de Rita Wainer
  • Notícias


    São Paulo

    Relatórios do Exame do Cremesp 2016 são entregues a representantes de escolas médicas do Estado

    14/02/2017

    Representantes das escolas médicas recebem a análise dos resultados do Exame do Cremesp 2016

    Os Relatórios Circunstanciados do Exame do Cremesp de 2016 foram entregues aos representantes das escolas médicas do Estado de São Paulo, em reunião realizada na sexta-feira (10/2). A apresentação e a análise dos resultados tiveram a participação do presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Mauro Aranha; do primeiro-secretário e coordenador do Exame, Bráulio Luna Filho; e do coordenador do Centro de Bioética, Reinaldo Ayer de Oliveira.

    Luna Filho apresentou um relatório estatístico dos resultados do Exame 2016, com o desempenho das escolas médicas do Estado nas nove áreas de conhecimento, Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia, Obstetrícia, Saúde Pública e Epidemiologia, Saúde Mental, Bioética e Ciências Básicas.  O coordenador do Exame mostrou que mais da metade dos recém-formados foi reprovada na Edição de 2016.

    Como em anos anteriores, as escolas privadas tiveram maior percentual de reprovação que as públicas, no entanto, houve aumento importante de reprovação, em comparação ao Exame de 2015, entre os egressos das instituições públicas, passando de 26,4% para 37,8%. Já entre os cursos de Medicina privados, 66,3% dos alunos foram reprovados em 2016, também superando os resultados de 2015, com 58,8%. Luna Filho esclareceu alguns pontos sobre a metodologia de análise e também apresentou a relação das 16 escolas médicas que obtiveram melhor desempenho no Exame de 2016 (veja gráfico abaixo):

    Melhoria como objetivo 

    “Como em todos os anos, o Cremesp espera que o compartilhamento destes dados possa contribuir para a melhoria da formação médica. Sabemos que não está perfeito e o aprimoramento do ensino médico é bem-vindo para que a população receba uma Medicina de qualidade”, afirmou Mauro Aranha. Após a entrega dos relatórios aos representantes das escolas, Aranha também informou que o Cremesp, com apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), entre outras entidades, vem promovendo ações junto a parlamentares para o estabelecimento de um exame no final do curso de Medicina em todo o país.

    Também receberão relatório sobre os resultados do Exame do Cremesp os ministérios da Educação e da Saúde, o Conselho Federal de Medicina, a Câmara dos Deputados, o Senado Federal, o Ministério Público e os Conselhos Nacionais de Saúde e de Educação.

    Reinaldo Ayer destacou que, ao longo de 12 anos, a construção do Exame do Cremesp foi cautelosa e feita passo a passo, de forma que a evolução da prova pudesse solidificar a defesa do Cremesp pela sua obrigatoriedade. Ele lembrou, também, que a população apoia a realização de um exame de final de curso para que os profissionais de Medicina possam exercer a profissão.

    Cremesp Educação

    Para oferecer a oportunidade de resgatar o conhecimento em áreas críticas observadas na prova e acompanhar aqueles que não obtiveram desempenho satisfatório, o Conselho lançou o site Cremesp Educação (www.cremespeducacao.org.br), que disponibiliza cursos online gratuitos aos participantes do Exame 2016 que obtiveram nota inferior a 6. O Cremesp entrará em contato diretamente com o recém-formado para fornecer as orientações necessárias para o acesso gratuito aos cursos. Lançado em março do ano passado e realizado em parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein, o Curso de Revisão em Medicina é desenvolvido a partir das dificuldades apontadas pelo Exame do Cremesp. Foi dotado, inicialmente, de quatro módulos: Clínica Médica (Cardiologia, Emergências Cirúrgicas, Exames Complementares e Pneumologia), Saúde Pública, Pediatria e Ginecologia e Obstetrícia, mas outros cursos serão formatados em breve e disponibilizados pelo site. Todos os médicos podem realizar o treinamento, porém apenas os que não passaram no Exame do Cremesp 2016 têm gratuidade nos cursos.

    Maior número de participantes

    O coordenador do Exame também discorreu sobre o alto índice de adesão de recém-formados ao Exame 2016 – que teve o maior número participante das 12 edições realizadas – mesmo não sendo obrigatório. “Outro número que surpreendeu foi o de participantes de outros Estados. Foram 840 egressos de 116 cursos de Medicina de fora de São Paulo”, afirmou Luna Filho.

    “Essa maior adesão certamente deve-se ao fato de que o Exame do Cremesp tem ganhado valor de mercado, sendo atualmente utilizado como critério de seleção tanto para contratações e credenciamentos de profissionais, como também para seleção nos melhores programas de Residência Médica do Estado”, destacou Luna Filho.

    Entre 2012 e 2014, o Exame foi obrigatório por resolução do Cremesp, que condicionou a concessão de registro profissional à participação nas provas. Em outubro de 2015, a Justiça Federal concedeu liminar em ação movida pelo Sindicato das Entidades Mantenedoras dos Estabelecimentos de Ensino Superior (Semesp), que é contrário às provas, retirando essa exigência para concessão de registro. Com isso, as edições do Exame do Cremesp de 2015 e 2016 tiveram participação voluntária, como ocorreu nos anos de 2005 a 2011. O Cremesp recorreu da decisão e aguarda manifestação da Justiça.         

    Participaram da reunião, representantes das seguintes escolas médicas:

    • Universidade de Mogi das Cruzes (UMC)
    • Centro Universitário Lusíada (UNILUS)
    • Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR)
    • Instituto Municipal de Ensino Superior de Assis (FEMA-ASSIS)
    • Universidade Nove de Julho (UNINOVE)
    • Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
    • Faculdades Integradas Padre Albino (FIPA)
    • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP)
    • Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP)
    • Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA)
    • Universidade de Marília (UNIMAR)
    • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
    • Universidade São Francisco (USF)
    • Centro Universitário Municipal de Franca (UNIFACEF)
    • Centro Universitário Estácio (UNISEB)
    • Universidade Anhembi Morumbi (UAM)
    • Universidade de Taubaté (UNITAU)
    • Universidade de Franca (UNIFRAN)
    • Universidade de Santo Amaro (UNISA)
    • Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP)
    • Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)
    • Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP)
    • Centro Universitário São Camilo (São Camilo)
    • Faculdade das Américas (FAM)
    • Centro Universitário Assunção (UNIFAI)
    • Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP)

    Foto: Osmar Bustos

    Tags: Exame do Cremesp.

    ESTA MATÉRIA AINDA NÃO FOI COMENTADA:

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 1168 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
    Centro - São Paulo/SP - 01301-910

    Sede - Luís Coelho: Rua Luís Coelho, 26
    Consolação - São Paulo/SP - 01309-900

    Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
    Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 72 usuários on-line - 1168
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior