Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 24-02-2017
    Saúde
    Prevenção ainda é a melhor forma para evitar as DST
  • 24-02-2017
    Sessão Plenária
    Bolsistas de Bioética do Cremesp apresentam resultados de pesquisa a conselheiros
  • 24-02-2017
    Estudante
    Cremesp torna obrigatória entrega do Código de Ética do Estudante nas escolas médicas de São Paulo
  • 22-02-2017
    Cultura
    Prédio do Cremesp na Consolação recebe intervenção artística de Rita Wainer
  • Notícias


    Marcos Boulos

    Quando a desinformação se torna questão de saúde

    Nas décadas de 70, 80 e 90, presenciei todo tipo de boataria e informação equivocada sendo propagadas como se fossem genuínas. Até mesmo os veículos profissionais de comunicação não estão isentos de embarcar em lendas urbanas. No entanto, quando essa prática alcança a área da saúde, os danos podem ser irreversíveis, colocando em risco a saúde pública.

    A revolta da vacina, no início do século passado, gerou uma onda de pânico, medo e desinformação, demonstrando como a ausência de diálogo somada ao autoritarismo e à violência dos agentes de saúde dificultaram a erradicação da varíola, uma das prioridades de Oswaldo Cruz.

    Será que hoje essa história se repetiria? Qualquer pessoa pode acionar os motores de busca (como Google ou Yahoo) para pesquisar diagnóstico e tratamentos. O problema é que tais serviços não fazem seleção entre as fontes. É por isso que muitos dos resultados de pesquisa médica podem não ser relevantes. Nos Estados Unidos, já é possível encontrar mecanismos de busca, que usam fontes revisadas e sites selecionados por especialistas, fornecendo a informação médica mais relevante e confiável. É o caso do healthline.com.

    No Brasil, os profissionais de saúde ainda buscam formas para responder publicamente e em tempo hábil à disseminação da desinformação e rumores durante eventos de saúde pública – vejam o caso grave da crise do Ebola, de 2014. É fundamental prever antecipadamente métodos mais eficazes, que sejam capazes de responder e contrariar informações erradas ou apoiar informações precisas.

    Antes de finalizar, destaco uma importante mudança no Jornal do Cremesp. Após vários anos sendo impresso em papel reciclado, ele volta a ser impresso em papel couchê branco certificado. Além da valorização estética das páginas, trata-se de um produto que obteve o selo Forest Stewardship Council (FSC), que certifica os papéis provenientes de florestas manejadas de forma ecologicamente correta, socialmente justa e economicamente viável.

    Desta forma, o Cremesp alia o compromisso ambiental, que beneficia trabalhadores e comunidades locais, com o conteúdo editorial do jornal, que valoriza os aspectos humanitários do exercício ético da Medicina.

    Diretor de Comunicação do Cremesp

    Artigo originalmente publicado no Jornal do Cremesp, edição 343, dezembro de 2016.

    Tags: saúdeinformação.

    ESTA MATÉRIA AINDA NÃO FOI COMENTADA:

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 505 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
    Centro - São Paulo/SP - 01301-910

    Sede - Luís Coelho: Rua Luís Coelho, 26
    Consolação - São Paulo/SP - 01309-900

    Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
    Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 84 usuários on-line - 505
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior