Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 11-10-2017
    Reconhecimento
    Presidente do Cremesp é homenageado pelo Prêmio Imprensa 2017 de Franca
  • 10-10-2017
    NRM
    Cremesp pede providências e envia fiscalização após visita a unidades de saúde de Barretos
  • 10-10-2017
    Medicina da Família
    Em debate do Cremesp, gestores de SP, RJ e SC compartilham experiências exitosas em Atenção Primária
  • 10-10-2017
    Dia do Médico
    Presidente do Cremesp prestigia evento do Hospital Nove de Julho
  • Notícias


    09-01-2017

    Medicina de Família

    Cremesp terá integrante em comitê da Secretaria Municipal de Saúde de SP para discutir atenção básica

    A partir de janeiro de 2017, o Cremesp terá um representante no novo comitê da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP), criado para debater a atenção básica em saúde. O convite partiu da futura secretária-adjunta da pasta, Maria da Gloria Zenha Wieliczka, durante reunião realizada na quarta-feira (14/12), na sede do Cremesp, com o conselheiro e coordenador da Câmara Técnica de Medicina de Família e Comunidade, João Ladislau Rosa.

    “Nossa principal atividade é a fiscalização e a normatização da profissão e a luta pela boa atenção básica. Mas o Conselho pode ser um facilitador e, nisso, o contato com o administrador público é fundamental. Espero que possamos trabalhar juntos”, destacou Ladislau.

    Médica pediatra e sanitarista, com carreira dedicada à atenção básica, Wieliczka revelou os principais desafios do início da nova gestão à frente da Prefeitura. “O mais urgente, no momento, é mensurar a gestão do cuidado com indicadores que sinalizem a cadeia de ações e nos deem parâmetros de atuação. Mas não queremos decidir sobre isso sem um consenso”, afirmou. A reunião foi realizada a convite da Câmara para discutir a gestão do cuidado na Medicina de Família.

     

    Atuação difusa

    “A rede de atenção básica está esfacelada, com uma atuação difusa por meio do Programa de Saúde da Família (PSF), Atendimento Médico Ambulatorial (AMA), hospitais e, às vezes, há mais de um serviço junto. Se conseguirmos fazer essa extensa rede funcionar a contento, otimizando o que já está implantado e ruim, já será um feito importante”, reforçou Wieliczka. Ela antecipou que Wilson Pollara, futuro secretário municipal de saúde, pretende ampliar o número de agentes comunitários e o PSF, mas que ainda não se sabe se isso será possível para toda a cidade. Embora tenha comentado que o orçamento será pequeno, lembrou que o próprio prefeito eleito João Doria prometeu que não iria haver contingenciamento das verbas voltadas à Saúde e Educação.

    A futura secretária-adjunta afirmou que a ideia é reestruturar e reduzir a equipe da SMS-SP, capacitando o pessoal com treinamento específico, de acordo com a necessidade de cada serviço e território de atuação, além de adotar empresas parceiras que trabalhem junto com os coordenadores de saúde. Para ela, depois da participação das Organizações Sociais (OSs), houve mudanças positivas na Saúde de São Paulo.

    Também afirmou que pretende trabalhar a regulação em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde, o que não vinha acontecendo e gerava dificuldades. Informou ainda que o concurso para a contratação de médicos foi prorrogado e que a SMS-SP irá convocar os profissionais no início do ano.

    Corujão da Saúde

    Além de Ladislau, os membros da Câmara Técnica presentes — os médicos Bruno Alves Pinto, Camila de Souza Lobo, Daniel Almeida Gonçalves, Denize Ornelas Salvador de Oliveira, Francisco de Assis Moreno de Carvalho, José Carlos Arrojo Júnior, Marly Aparecida Lopez Alonso Mazzucato, Monique Marie Marthe Bourget, Rafael Herrera Ornelas e Renato Walch Aurélio da Silva — expuseram problemas, deram ideias e Maria da Gloria. Entre as perguntas e comentários sobre a nova gestão na área da Saúde na Capital, os médicos manifestaram preocupação com o Corujão da Saúde, promessa de campanha de Doria para zerar a fila para a realização de exames, uma vez que já há espaços ociosos, mas ineficientes na rede pública, que poderiam ser utilizados. Maria da Gloria afirmou que realmente o prefeito pretende cumprir o programa, mas que o Corujão será uma oportunidade de rever a estrutura do atual sistema de Saúde da Capital. E que, na próxima semana, levará Pollara para acompanhar in loco, o trabalho de um PSF da cidade.


    ESTA MATÉRIA AINDA NÃO FOI COMENTADA:

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 1534 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede - Luís Coelho: Rua Luís Coelho, 26
    Consolação - São Paulo/SP - 01309-900

    Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
    Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

    Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
    (Sem atendimento ao público)
    Centro - São Paulo/SP - 01301-910

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 123 usuários on-line - 1534
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior