Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 20-07-2024
    Movimento do Ato Médico
    Cremesp vence ação civil promovida contra clínica farmacêutica que realizava procedimentos estéticos
  • 19-07-2024
    Evento
    Cremesp realiza entrega de carteiras e honrarias a médicos em São José do Rio Preto
  • 18-07-2024
    Defesa da população
    Cremesp oficia MP e Polícia Civil sobre anúncios divulgados nas redes sociais com atores que se passam por médicos para venda de medicamentos
  • 17-07-2024
    Evento inédito
    Cremesp realizará 1º Simpósio de Acupuntura, que discutirá as patologias tratadas pela especialidade e as novas perspectivas de tratamento
  • Notícias


    07-09-2016

    Setembro Amarelo

    Cremesp ilumina fachada de sua sede em apoio ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

     

    O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) ilumina de amarelo, a partir deste 10/9, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, a fachada de sua sede na rua da Consolação em apoio ao Setembro Amarelo, campanha lançada pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), abraçada por diversas entidades.

    Iniciada no Brasil em 2014, a campanha incentiva o uso de luz amarela durante todo mês de setembro como alerta para o aumento de casos no mundo. Pesquisas apontam que 32 brasileiros se suicidam por dia, taxa superior às mortes por Aids e pela maioria dos tipos de câncer. Um dos fatores que potencializa esse problema é o tabu que envolve o assunto. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 9 entre 10 casos de suicídio seriam evitados com mais informação, conscientização e discussões abertas. Com essa preocupação, a OMS lançou uma série de manuais dirigidos a diversos grupos sociais e profissionais, como médicos, conselheiros e jornalistas para abordagem do problema.

    Para Mauro Aranha, psiquiatra e presidente do Cremesp, as formas mais eficazes de evitar que uma pessoa renuncie à própria vida é a prevenção primária dos transtornos mentais, que envolve atividades relacionadas à promoção geral da saúde e da integração e participação social dos cidadãos; e a prevenção secundária, monitorando clinicamente pessoas já acometidas por transtornos mentais, principalmente os transtornos de humor, transtornos psicóticos e uso nocivo ou dependência de drogas.  “Quando o indivíduo sofre de transtorno mental, é importante que seja acompanhado pelos profissionais de saúde e familiares em relação aos riscos de cometimento de suicídio”, esclarece. “Num primeiro momento, a pessoa pode mencionar que, se morresse, deixaria de sofrer (ideia vaga de morte). Embora possa não haver ainda a intenção suicida, é um alerta, que pode evoluir para o desejo (ideia de suicídio) e a intenção, sem planejamento num primeiro momento e, depois, com planejamento e método”, afirma.

    Segundo a OMS, mais de 800 mil casos foram registrados em 2015 em todo o mundo, dos quais 75% em países de média e baixa renda. Com mais de 12 mil ocorrências anuais, o Brasil ocupa a 8ª posição no ranking de países com maior incidência de suicídios. Nos últimos 10 anos, essa taxa cresceu mais de 40% entre brasileiros de 15 a 29 anos.


    Taxa entre médicos é maior

    Considerado grave problema de saúde pública, o suicídio acomete pessoas de qualquer idade, gênero, profissão ou classe social. Estudo realizado pela American Foundation for Suicide Prevention, em 2008, aponta que o risco entre médicos é 70% maior do que na população em geral. Entre mulheres médicas esse índice é ainda mais alarmante: 400% maior. Transtornos mentais, o uso de drogas e transtornos relacionados ao álcool, além da pressão profissional, são fatores de risco.

    "O alto número de horas trabalhadas, o estresse profissional e a responsabilidade de lidar com tragédias humanas geram ansiedade e podem desencadear depressão entre médicos", diz Aranha.



    O CVV - Centro de Valorização da Vida, principal mobilizadora do Setembro Amarelo, é uma entidade sem fins lucrativos que atua há 53 anos atendendo 24 horas por dia pelo telefone 141, por e-mail ou bate-papo na internet, no endereço www.cvv.org.br

     

     

    Tags: setembro amarelosuicídioprevençãopsiquiatriaacompanhamentoCVVvalorização da vidaansiedadedepressão.

    ESTA MATÉRIA AINDA NÃO FOI COMENTADA:

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 514 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO

    Imagem
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2024 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 662 usuários on-line - 514
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior

    O CREMESP utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no site implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Cookies do CREMESP. Saiba mais em nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.