PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
Programa de Educação Médica Continuada: sucesso absoluto abre portas para outras iniciativas


ENTREVISTA
Presidente do Cosems afirma que prefeituras investem mais que Estados e União no financiamento do SUS


GERAL 1
Heliópolis: residentes têm direito à segurança para exercício pleno da Medicina


EDUCAÇÃO CONTINUADA
Novos módulos estão programados para este segundo semestre. Inscrições gratuitas


GERAL 2
O (triste) cenário da abertura de escolas médicas no país


CONSELHO
A regulamentação da profissão médica: a coleta de assinaturas continua


ENSINO MÉDICO
Exame de Habilitação Profissional: inscrições até 9 de setembro


AGENDA
Destaque para Plenária Temática em Urgência e Emergência


NOTAS
Alerta Ético: a proteção da mulher com vínculo empregatício


TOME NOTA
Parecer sobre procedimentos médico-cirúrgicos oftalmológicos, honorários e custos operacionais


ATUALIZAÇÃO
Burnout: uma forma particular de estresse do setor assistencial


HISTÓRIA
Piragibe Nogueira da Silva: dedicação pela Medicina e pelo São Paulo Futebol Clube


GALERIA DE FOTOS



Edição 215 - 07/2005

EDITORIAL

Programa de Educação Médica Continuada: sucesso absoluto abre portas para outras iniciativas


Boas novas

Isac Jorge Filho



O primeiro dos cursos do Programa de Educação Médica Continuada realizado pelo Cremesp foi um sucesso absoluto. A procura superou as mais otimistas expectativas, derrubando alguns argumentos de que não haveria interesse por capacitações desse tipo.



O Programa busca cumprir a Lei Federal nº 3.268/57, que dispõe sobre os Conselhos de Medicina, suas atribuições e funcionamento. Em seu inciso h, artigo 15, a Lei estabelece ser uma das atribuições dos Conselhos Regionais a de “promover, por todos os meios ao seu alcance, o perfeito desempenho técnico e moral da Medicina, o prestígio e o bom conceito da Medicina, da profissão e dos que a exerçam”. Não temos dúvidas de que, ao realizar os cursos de educação continuada, estamos promovendo amplamente o que preconiza a legislação.

Nossos cursos não concorrem com os realizados pelas sociedades de especialidades médicas, que queremos como parceiras. Estamos preenchendo uma lacuna importante, pois levamos em conta que cerca da metade dos médicos não são especialistas e não participam frequentemente dos eventos realizados pelas sociedades de especialidades. É principalmente esse universo que queremos atingir.

Na elaboração dos cursos, alguns critérios são levados em conta: não são cursos especializados, sendo voltados principalmente para não-especialistas; são sempre gratuitos, em dias e horários acessíveis para os profissionais; buscam a abordagem de aspectos práticos do cotidiano da Medicina; não têm patrocínio ou participação de empresas comerciais; buscam parcerias, mas sempre respeitando os critérios estabelecidos.

Neste sentido, estamos em entendimentos com a Secretaria de Estado da Saúde, buscando organizar, em parceria, cursos que atendam temas específicos solicitados pela rede estadual de saúde. Também iniciamos entendimentos com Universidades, na capital e no interior, buscando pólos que possam atuar como irradiadores deste projeto de educação continuada. É o caso da parceria que estamos firmando com a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e com a associação dos ex-alunos da mesma escola. Nos convênios e parcerias temos procurado uma abrangência que vai além da educação continuda. Assim, no caso da secretaria estadual, pretendemos analisar a distribuição e as atividades dos ex-residentes ligados a ela; no caso da FMRPUSP vamos analisar a atual distribuição e a situação dos ex-alunos.

Estes estudos farão parte das atividades do Centro de Dados do Cremesp, uma outra boa nova que acabamos de criar e que pretende fornecer subsídios para diferentes tipos de trabalhos que requeiram informações ligadas aos médicos e à Medicina. Já se disse que no mundo moderno quem não dispõe de dados não prospera. Acreditamos nisso. Hoje o Cremesp já possui uma série de dados ligados à Medicina paulista e brasileira, mas se ressente de uma estrutura organizada que se especialize nesta área. Sob a coordenação do Dr. José Cássio de Moraes, o Centro de Dados do Cremesp vai procurar ocupar este espaço, o que será muito importante para os médicos, para a Medicina e para as políticas de saúde. Mas, desse assunto, falaremos com mais detalhes no próximo número de nosso jornal.

Isac Jorge Filho é presidente do Cremesp


Este conteúdo teve 1191 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

Delegacia da Vila Mariana:
Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 230 usuários on-line - 1191
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior