PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PÁGINA 3
Editorial


PÁGINA 4 e 5
Eleição 2018


PÁGINA 6
Eleições 2018


PÁGINA 7
Entrevista - Carlos Vital


PÁGINA 8 e 9
Ressonância


PÁGINA 10
Agenda da presidência


PÁGINA 11
Serviços Cremesp


PÁGINA 12
Ensino Médico


PÁGINA 13
Institucional


PÁGINA 14
Convocações


PÁGINA 15
Fórum CFM - Cremesp


PÁGINA 16
Saúde Pública


GALERIA DE FOTOS



Edição 361 - 08/2018

PÁGINA 15

Fórum CFM - Cremesp


Médicos jovens discutem Medicina do futuro

Formação, mercado de trabalho e crise ética foram alguns dos
temas do encontro


Evento realizado em São Paulo reuniu profissionais de todo país

Sob o tema Construindo o futuro da Medicina brasileira, o 3º Fórum Nacional de Integração do Médico Jovem discutiu a realidade e os desafios da profissão para o médico com menos de 40 anos, abordando aspectos éticos, novas tecnologias, Residência Médica, mercado de trabalho e saúde, entre outros.

Realizado em São Paulo, nos dias 25 e 26 de julho, o encontro – uma iniciativa do Cremesp, por meio da Câmara Temática do Médico Jovem, e do Conselho Federal de Medicina (CFM) – contou com a presença dos presidentes do Cremesp, Lavínio Nilton Camarim; do CFM, Carlos Vital; da Associação Médica Brasileira (AMB), Lincoln Lopes
Ferreira; da Federação Médica Brasileira (FMB), Waldir Cardoso; da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Jorge Darze; e da Associação Nacional dos Médicos
Residentes (ANMR), Juracy Barbosa.

“A formação, a Residência Médica, o mercado de trabalho e a crise ética são os principais desafios enfrentados atualmente pelo médico recém-formado”, elencou Camarim, na abertura do evento.

Vital destacou a qualidade da programação, “que permite o debate de questões importantes num período em que o país enfrenta uma crise ética e moral”.

A ausência de disciplinas voltadas para as transformações tecnológicas e o empreendedorismo, e as consequências para a atuação do médico jovem, foram
criticadas por Barbosa. “Não está em nossos currículos, mas na vida prática, temos de aprender”, disse.


Camarim fala sobre desafios atuais da Medicina

Já a proliferação das escolas médicas, a reforma trabalhista e seu impacto no trabalho médico foram abordados por Cardoso. “Temos cada vez mais médicos submetidos a condições de trabalho sem a garantia de um contrato regido pela CLT, o que tem dificultado a atuação sindical”, ressaltou. Para ele, esse cenário também vai impactar no futuro profissional do médico, que deve organizar sua carreira para poder se aposentar com tranquilidade, “sem a necessidade de trabalhar em plantões hospitalares
após os 70 anos”.

A medicina internacional também foi tema de mesa redonda, que debateu o papel do médico jovem no cenário global, a medicina de fronteira e a migração médica.

Ao final do encontro, a Carta de São Paulo foi lida pelo conselheiro e coordenador da Câmara Temática do Médico Jovem do Cremesp, Nívio Lemos Moreira Jr. O documento
destacou os principais temas discutidos no fórum, relativos ao futuro da saúde e da Medicina. Veja ao lado um resumo da Carta de São Paulo.

Trecho da Carta de São Paulo


Conselheiro do Cremesp Nívio Moreira lê o documento consolidado no evento

“A importância dos temas expostos e a construção coletiva de caminhos e soluções propostos nos levam a assumir uma postura ativa em: ampliar o apoio à participação dos médicos jovens na rede de Conselhos de Medicina; reforçar a implementação
de núcleos de apoio à saúde mental; combater a prática do assédio moral; estimular o empreendedorismo em Medicina e o reconhecimento do papel do médico na gestão em saúde.

Finalmente, urge a necessidade de que todos os médicos, em especial os jovens, trabalhem pela implementação do que foi extensamente debatido neste Fórum. A criação de meios para que as propostas discutidas sejam, de fato, implementadas, depende de empenho diário, disposição e engajamento junto às entidades representativas da categoria, e no ambiente da formação médica. Somente assim haverá uma mudança duradoura.”


 


Este conteúdo teve 410 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

Delegacia da Vila Mariana:
Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2018 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 70 usuários on-line - 410
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior