PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PÁGINA 3
Editorial


PÁGINA 4 E 5
Demografia Médica Brasileira 2018


PÁGINA 6
Remuneração médica


PÁGINA 7
Entrevista Rossana Pulcineli Vieira Francisco


PÁGINA 8 E 9
Ressonância


PÁGINA 10
Agenda da presidência


PÁGINA 11
Instituição de Saúde - Hospital das Clínicas de Botucatu


PÁGINA 12
Eu, médico


PÁGINAS 13 E 14
Institucional


PÁGINA 15
Bioética


PÁGINA 16
Exercício da Medicina


GALERIA DE FOTOS



Edição 356 - 03/2018

PÁGINA 16

Exercício da Medicina


Cremesp dá início à caravana pelo exame nacional obrigatório para recém-formados

Na primeira etapa da campanha, o percurso abrangeu as cidades de Franca e Ribeirão Preto  

 

 

 

 

 

 

                 




Jorge Filho, Camarim e Luz, em Ribeirão Preto: por uma Medicina de qualidade

 

 

 

 

 

 

 

 


Camarim recebe profissionais da saúde e população para assinar a petição em Franca

Com o objetivo de mobilizar médicos, autoridades, estudantes, formadores de opinião e a população em geral, em torno da aprovação do Projeto de Lei nº 165/2017 que tramita no Congresso Nacional para tornar obrigatório o exame para alunos e recém formados em Medicina, o Cremesp deu início, em 5 de março, a uma caravana no Estado de São Paulo. A ação pretende colher assinaturas para o abaixo assinado que será enviado ao Congresso Nacional.

A prova é fundamental para contribuir com a formação adequada e o atendimento de qualidade aos pacientes. Além do abaixoassinado, a campanha também conta com uma petição on-line, que pode ser acessada no site www.exameobrigatorio.com.br.

Franca

A caravana teve início pela cidade de Franca, com um estande na Praça Nossa Senhora da Conceição. A ação contou com um posto de coleta de assinaturas, materiais informativos e meios para facilitar a adesão da população.

“Estamos empolgados com a campanha, e iniciar este movimento pela cidade de Franca nos deixa otimistas”, afirmou o presidente do Cremesp, Lavínio Nilton Camarim.

A intensa participação dos francanos no lançamento da caravana foi motivada, também,
pelo apoio da imprensa local, que abriu espaço para o Cremesp convidar a população para comparecer à Praça.

Ribeirão Preto

Em Ribeirão Preto, a caravana se instalou na Praça XV de Novembro. Camarim observou que o apoio da população é fundamental para sensibilizar deputados e senadores sobre a importância do exame obrigatório. “Nossa intenção é consolidar o apoio popular ao Projeto de Lei que institui a prova. Essa medida irá melhorar a qualidade dos cursos e, por consequência, o atendimento à população”, ressaltou.

Além de Camarim, participara da atividade o expresidente do Cremesp, Isac Jorge Filho; e o diretor da Secretaria da Saúde do município, Fábio Luz. “A Medicina tem sofrido muitos ataques nos últimos anos, e essa prova irá corrigir isso. Além de beneficiar a população, também será uma forma de o estudante de Medicina e sua
família garantirem uma formação de qualidade”, afirmou Luz.

Itinerário

Além de Franca e Ribeirão Preto, a caravana deve percorrer as cidades de Santos, Sorocaba, Campinas, São José do Rio Preto, Bauru, Piracicaba, São José dos Campos e a capital paulista.

Cresce apoio à campanha pelo exame obrigatório

 

"Somos favoráveis a que sempre haja uma avaliação, seja do estudante ou do recém-formado. Isso aprimora a qualidade da formação e dá uma informação de duas mãos – não só para o estudante saber como está o seu desempenho, mas, também, paraque as instituições possam fazer

correções

de rumo.”


José Otávio Auler Jr. - Diretor da FMUSP

 

 

“Nós apoiamos o exame para recém- formados em Medicina para garantir a qualidade do atendimento aos nossos pacientes e, também, para servir como instrumento de controle de faculdades de Medicina recém-abertas no País. Toda a sociedade brasileira tem a lucrar com médicos bem formados e aprovados por um exame geral.”


Sergio Daniel Simon - Presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica.

 

 

“Temos uma grande preocupação
com a qualidade do ensino que as escolas de Medicina oferecem para a formação dos nossos médicos e, também, com o desempenho que os alunos têm ao longo da faculdade. Por isso, o exame obrigatório para os médicos recém-formados é uma iniciativa importantíssima para o bom atendimento”.


Giovanni Guido Cerri
Diretor-geral do InRad – HC-USP

 

O médico e deputado estadual Carlos Alberto Bezerra Júnior, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), aderiu ao movimento e assinou a petição pelo Exame Obrigatório, durante reunião com o presidente do Cremesp, Lavínio Nilton Camarim, e o delegado superintendente da Regional Norte, Paulo Kron Psanquevich.

O corpo clínico da Santa Casa de Ribeirão Preto também declarou apoio ao exame obrigatório durante encontro, em 20 de fevereiro, com Camarim e o ex-presidente do Cremesp, Isac Jorge Filho.


Este conteúdo teve 246 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede - Frei Caneca: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - 01307-002

Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
(Sem atendimento ao público)
Centro - São Paulo/SP - 01301-910

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2018 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 182 usuários on-line - 246
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior