PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (PÁG. 2)
Lavínio Nilton Camarim


ENTREVISTA (PÁG.3)
Gastão Wagner de Sousa Campos


ATO MÉDICO (PÁG.4)
Ação pede anulação de resoluções do Conselho de Farmácia à Justiça Federal


INSTITUCIONAL (PÁG. 5)
Contribuir com o Cremesp é fortalecer a sua profissão


ENSINO MÉDICO (PÁG. 6 E 7)
Exame do Cremesp é aplicado a mais de 3 mil egressos de escolas médicas


ESPECIAL 60 ANOS (PÁG. 8 E 9)
Cremesp celebra 60 anos de história com lançamento de livro e tributo aos médicos formados em 1957 e 1967


EU, MÉDICO (PÁG. 10)
Pesquisador realizou trabalho pioneiro sobre pressão arterial em mulheres após a menopausa


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (PÁG. 11)
Alunos da Faculdade Albert Einstein recebem Código de Ética do Estudante de Medicina


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (PÁG 12)
Hospital Universitário da USP corre risco de fechar as portas


PLANOS DE SAÚDE (PÁG. 13)
Proposta de mudanças representa golpe à Medicina e às conquistas sociais


CONVOCAÇÕES (PÁG. 14)
Editais


BIOÉTICA (PÁG. 15)
Cremesp lança nova publicação sobre relação médico-paciente


GALERIA DE FOTOS



Edição 353 - 11/2017

INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (PÁG 12)

Hospital Universitário da USP corre risco de fechar as portas


Hospital Universitário da USP corre risco de fechar as portas

Referência para 450 mil moradores do bairro do Butantã, na Capital, o Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HU-USP) enfrenta sérias dificuldades para manter o atendimento aos usuários e corre o risco de fechar as portas. A situação agravou-se com a implantação de programas de demissões voluntárias de médicos e outros profissionais – sem reposição do quadro funcional – e a redução de financiamento. 

Em 13 de novembro, o Cremesp realizou uma reunião para discutir a grave situação do HU, hospital-escola que tem mais de 35 anos de existência. O presidente do Cremesp, Lavínio Nilton Camarim, conduziu o encontro, que contou com autoridades da Saúde e representantes de instituições e da sociedade civil organizada.  “O Cremesp defende o funcionamento da unidade – com adequadas condições de trabalho aos médicos e residentes – e a volta do atendimento de qualidade à população do Butantã”, declarou Camarim, informando que irá solicitar à reitoria da USP uma solução definitiva ao problema.

Estiveram presentes, os secretários de Saúde do Estado de São Paulo, Eduardo Ribeiro Adriano (adjunto); do município de São Paulo, Wilson Pollara; a analista do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), Amanda Alves D’Arienzo; o presidente da Associação dos Médicos Residentes do Estado de São Paulo (Ameresp), Guilherme Andrade Peixoto; o representante da Associação dos Médicos Residentes da USP (Amerusp) e diretor clínico do HU, Juang H. Chau; e o professor titular de Urologia da FMUSP, Miguel Srougi. Participaram, ainda, representantes  do Centro Acadêmico Oswaldo Cruz (Caoc), da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e do Coletivo Butantã na Luta (de moradores da região e profissionais do HU), entre outros.

Na mesma semana, estudantes da FMUSP deflagraram greve e rea­lizaram um ato público na avenida Paulista, reivindicando contratações para que o  HU não feche suas portas. O Coletivo Butantã na Luta lidera um abaixo-assinado, com o mesmo propósito, que já conta com mais de 25 mil assinaturas.

 



Jovens Médicos

Boa formação é prioridade da nova gestão da Ameresp

O empenho para garantir boa formação médica aos 14 mil residentes do Estado é o destaque da pauta de trabalho da nova diretoria da Associação dos Médicos Residentes do Estado de São Paulo (Ameresp).  “Temos, ainda, a missão de resgatar a importância das especialidades, que tanto contribuem para a saúde da população”, afirmou o presidente da entidade, Guilherme Andrade Peixoto, que esteve no Cremesp, em 31 de outubro, juntamente como o vice-presidente, Davi Jing Jue Liu, para entregar a lista dos eleitos, para a gestão 2015/16 da Ameresp.

O presidente e o vicepresidente do  Cremesp,  Lavínio Nilton Camarim  e Renato Françoso Filho, respectivamente; e o coordenador de Delegacias Metropolitanas e da Câmara Temática Médico Jovem, Nívio Lemos Moreira Júnior,  receberam os diretores. “O Conselho está aqui para dar todo o apoio e suporte necessário para a força jovem”, afirmou Camarim. “As portas do Cremesp estão mais do que abertas para o médico que está iniciando a sua carreira”, destacou Françoso.

Cremesp e Aemed pactuam cooperação


 O Cremesp e a Associação dos Estudantes de Medicina de São Paulo (Aemed) selaram um acordo de cooperação em defesa da formação em Medicina e, consequentemente, das boas práticas médicas.  Os diretores da  Aemed, dentre eles a presidente e o vice-presidente da entidade, respectivamente, Milena da Cruz Palma e Kelvin Key Kamiya, estiveram no Cremesp, em 14 de novembro, para discutir uma pauta referente à formação médica, que incluiu  o currículo acadêmico, oportunidades e atualidade profissional. Eles também foram recebidos por Camarim, Françoso e Moreira Júnior. 

“Este laço do Cremesp com os alunos de Medicina, que serão os futuros médicos do País, é de extrema importância, especialmente quando debatemos uma questão tão essencial como a formação”,  destacou o presidente do Cremesp.


Este conteúdo teve 2171 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

Delegacia da Vila Mariana:
Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 309 usuários on-line - 2171
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior