PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (JC pág. 2)
Macular a imagem do Cremesp significa macular a própria imagem dos médicos paulistas - Henrique Carlos Gonçalves


PRESTANDO CONTAS (JC pág. 3)
Denúncias anônimas tentam ferir a imagem do Conselho e as de seus últimos presidentes


PRESTANDO CONTAS (JC pág. 4)
Documentos comprovam idoneidade e a forma correta de trabalho com que esta Casa é administrada


ESPECIAL (JC pág. 6 e 7)
Congresso de Bioética, realizado em Ribeirão Preto, reuniu público recorde na discussão de temas de grande interesse científico


ELEIÇÕES 2008 (JC pág. 8)
Tudo o que você precisa saber para participar das Eleições do Cremesp - quinquênio 2008-2013


ELEIÇÕES 2008 (JC pág. 9)
Acompanhe os componentes da Chapa 1 - Unidade Médica, concorrentes às eleições do Cremesp 2008


ELEIÇÕES 2008 (JC pág. 10)
Acompanhe os componentes da Chapa 2, Resgate - A Renovação Inteligente, concorrentes às eleições do Cremesp 2008


ELEIÇÕES 2008 (JC pág. 11)
Acompanhe os componentes da Chapa 3, Médico em 1º lugar, concorrentes às eleições do Cremesp 2008


ELEIÇÕES 2008 (JC pág. 12)
Acompanhe os componentes da Chapa 4, Opção Ética, concorrentes às eleições do Cremesp 2008


EXAME 2008 (JC pág. 13)
Exame do Cremesp 2008 tem inscrições prorrogadas até 31 de julho


ENTREVISTA (JC pág. 14)
Luiz Arnaldo Szutan, novo diretor da FCMSC-SP, é o entrevistado desta edição


ATIVIDADES 1 (JC pág. 15)
Portal científico do Cremesp dará acesso a 135 títulos de periódicos internacionais


ATIVIDADES 2 (JC pág. 16)
Veja os Módulos de Educação Médica Continuada deste mês de julho


ATIVIDADES 3 (JC pág. 17)
Neste mês de julho, Cremesp abriu licitação pública para comunicação institucional


VIDA DE MÉDICO (JC pág. 17)
Álvaro Bien, geriatra e clínico geral, quer passar sua experiência de vida, como profissional da Medicina, aos filhos


ALERTA ÉTICO (pág. 18)
Tire suas dúvidas sobre o fornecimento da declaração de óbito do paciente a familiares


GERAL (JC pág. 19)
Presidente do Conselho é homenageado por oftalmologistas em Simpósio Internacional


GALERIA DE FOTOS



Edição 250 - 07/2008

ELEIÇÕES 2008 (JC pág. 10)

Acompanhe os componentes da Chapa 2, Resgate - A Renovação Inteligente, concorrentes às eleições do Cremesp 2008


CHAPA 2  RESGATE – A RENOVAÇÃO INTELIGENTE

A Chapa 2 chega com a proposta de renovar o Cremesp. Trazemos novas idéias, a disposição de lutar efetivamente por melhores salários e condições de trabalho, e principalmente, pelo resgate da dignidade profissional.

Nossa chapa é encabeçada pelo anestesiologista Dr. Osvaldo Bittar Junior, e complementada por candidatos a conselheiros e suplentes com atuação em várias cidades, como Ribeirão Preto, Bebedouro, Santos, Campinas, São Caetano do Sul, Santo André, Pindamonhangaba, Santa Bárbara D’Oeste, Guarulhos, entre outras, o que amplia nosso potencial de ouvir, analisar e atender demandas regionais.

A Chapa 2 foi formada a partir de médicos que detectaram a necessidade de implementar mudanças no Cremesp. “Apesar de ter como função primordial a fiscalização do exercício da profissão, o Cremesp também é uma entidade representativa da classe, que conta em São Paulo com aproximadamente cem mil médicos”, afirma o Dr. Osvaldo Bittar Junior. O que uniu esses médicos em uma mesma chapa para estas eleições também é o desejo de maior transparência. “Queremos saber o que o Cremesp faz, o que não faz, quanto gasta, queremos uma transparência que hoje não existe”, explica o candidato.

O pedido de maior dignidade e de respeito à profissão foi assinalado por médicos de Taubaté numa recente visita do presidente da APM àquela cidade. Em discurso de um de seus diretores, reproduzido pelo Jornal da Regional Taubaté da APM, e publicado em 28 de maio de 2008, ele lembra que em um passado recente a classe médica foi sacudida por fortes ventos que a tiraram de um longo imobilismo, mas acabou sendo vítima de acordos não cumpridos e metas não atingidas. Este diretor referia-se ao movimento iniciado em 2003, quando os médicos passaram a não atender pacientes de convênios para pressionar por aumentos no valor dos procedimentos. No mesmo discurso ele afirmava que “nós médicos fomos iludidos como peixes atrás de iscas brilhantes e sedutoras”, e advertia que “os colegas novamente começam a ficar descrentes das entidades médicas e individualistas. De nossas Associações começamos a ouvir e sentir um silêncio que se torna barulhento do vizinho reclamar. Um silêncio que angustia e constrange. Um silêncio que nos torna a única classe trabalhadora no Brasil refém de seus tomadores e serviços”. É este silêncio que precisa ser rompido neste momento e é a pretensão da Chapa 2 - Resgate.

Propostas
Submetido a carga excessiva de trabalho, que inclusive pode levar a erros de diagnóstico, o médico é exposto em posição de descrédito junto à sociedade e aos seus pacientes. Outra questão alarmante refere-se às precárias condições de atendimento, já que muitos colegas trabalham sem a possibilidade de contar com exames ou procedimentos de auxílio diagnóstico. Além disso, lidamos com a insegurança e a violência em hospitais e postos de saúde, inclusive com ameaças à integridade física. E não poderíamos deixar de lado a questão salarial, que tem reflexos na qualidade do atendimento e em jornadas de trabalho estafantes.

Lutamos pela implantação imediata da CBHPM – Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos – hoje relegada a segundo plano pelo Cremesp. Sabemos também que a entidade possui superávit orçamentário, e acreditamos que isto poderia ser revertido em benefício dos próprios médicos, como a possibilidade da redução da anuidade.

Defendemos ainda um conselho mais próximo, mais aberto à participação dos médicos, e que incentive esta participação ao divulgar amplamente eventos e reuniões importantes, para que essas decisões sejam tomadas pelo maior número possível de interessados.

Outra de nossas propostas é a melhor formação acadêmica, considerando que o ensino nas escolas de medicina não está satisfatório. O próprio exame do Cremesp realizado em 2006, que avaliou estudantes do sexto ano de Medicina do estado de São Paulo, aprovou apenas 62% dos participantes. Para enfrentar este problema, sugerimos uma atuação mais direta do Cremesp junto às faculdades com a realização de avaliações freqüentes e complementações curriculares, para que os futuros médicos saiam da faculdade mais bem preparados para encarar o mercado de trabalho. Esta complementação passa, inclusive, pela inclusão da cadeira de Ética Médica na grade curricular de todas as faculdades, outra das propostas da Chapa 2. Afinal, a disciplina de ética já está incluída nos currículos de várias outras carreiras, como o Direito, e estes conhecimentos fazem parte de etapas importantes da formação de futuros advogados submetidos ao exame da OAB. Na medicina, no entanto, este aprendizado, que seria indispensável, é relegado a segundo plano, e vemos muitos médicos que desconhecem o manual de conduta, muitas vezes se expondo a processos jurídicos que poderiam ser evitados com melhor preparo acadêmico.

Lutaremos também pelo maior equilíbrio dentro do código de ética médica entre obrigações e direitos. Na forma como está sendo aplicado, o código pende sensivelmente para o lado das punições. Analisamos que o código de ética poderia ser revisto, para que se tornasse menos punitivo e mais eficaz para o equilíbrio das relações entre médico e paciente.

Defendemos ainda a imediata aprovação do ato médico, que dará parâmetros bem definidos das atribuições exclusivas dos médicos.

Também vamos trabalhar para o credenciamento universal dos médicos. Acreditamos que, ao credenciar apenas os médicos de seu interesse e reduzir a inclusão de novos nomes, os convênios dificultam o acesso, principalmente aos recém-formados, prejudicando não apenas os profissionais, mas também os pacientes.

Nós da Chapa 2 queremos implantar um novo modelo de gestão à frente do Cremesp, tornando-o mais combativo, mais identificado com as demandas dos médicos e mais voltado para a defesa dos interesses dos profissionais.

Conheça nossas propostas no site: http://www.chaparesgate.com.br


Este conteúdo teve 1988 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 258 usuários on-line - 1988
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior