PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (JC pág. 2)
Acompanhe uma rápida retrospectiva das realizações do Cremesp durante a gestão 2003-2008


ENTREVISTA (JC pág. 3)
Em entrevista exclusiva, a cirurgiã Angelita Habr-Gama alerta para a importância da prevenção do câncer colorretal


GERAL 1 (JC pág. 4)
Pesquisa realizada pelo Cremesp comprova a desvalorização do salário médico também nas cidades do interior paulista


GERAL 2 (JC pág. 5)
Veja o que dizem os sindicalistas sobre a pesquisa do Cremesp relacionada aos salários dos médicos do interior do Estado


BALANÇO 1 (JC pág. 6)
Conselheiros da gestão 2003-2008 apresentam resultados do trabalho realizado em 5 anos


BALANÇO 2 (JC pág. 7)
Ao longo desta gestão foram realizados eventos de grande interesse para a classe, além de homenagens aos médicos do Estado com mais de 50 anos de profissão


BALANÇO 3 (JC pág. 8)
Preservar a qualidade do ensino médico esteve entre as principais ações dos diretores desta gestão


BALANÇO 4 (JC pág. 9)
Cremesp disponibiliza aos médicos do Estado informações científicas de qualidade, com a criação do site Medicina em Evidência


BALANÇO 5 (JC pág. 10/11)
CBHPM, Ato Médico, Pacto pela Saúde, Defesa do SUS: estas são apenas algumas das ações nas quais este Conselho empenhou-se ativamente pela classe médica e pela sociedade


BALANÇO 6 (JC pág. 12/13)
Atual gestão otimizou as lutas da classe médica em prol de melhores condições de trabalho, para o atendimento na Saúde com qualidade e dignidade


BALANÇO 7 (JC pág. 14/15)
A área Administrativa e Judicante, e o Depto de Comunicação, representaram pontos fortes de transformações que beneficiaram os médicos no acesso à informação e serviços eletrônicos


ATIVIDADES 1 (JC pág. 16)
Centenas de médicos participaram do Programa de Educação Médica Continuada do Cremesp, na capital e no interior


ATIVIDADES 2 (JC pág. 17)
Conselho faz a entrega das primeiras novas cédulas de identidade médica


ATIVIDADES 3 (JC pág. 18)
A quarta edição do Exame do Cremesp já está recebendo inscrições de sextanistas e recém-formados em Medicina de todo o país (exceto do Estado do Espírito Santo)


ALERTA ÉTICO (pág. 19)
Cirurgia plástica e estética: tire suas dúvidas sobre especificidades associadas aos procedimentos médicos, em questões especialmente selecionadas pelo nosso Centro de Bioética


GALERIA DE FOTOS



Edição 249 - 06/2008

GERAL 1 (JC pág. 4)

Pesquisa realizada pelo Cremesp comprova a desvalorização do salário médico também nas cidades do interior paulista


Salários médicos são aviltantes também no Interior

Veja abaixo os salários, base ou inicial, pagos por algumas prefeituras do interior
do Estado

Pesquisa realizada pelo Cremesp entre março e abril de 2008 revelou que os salários base ou inicial pagos aos médicos do serviço público junto a algumas prefeituras do interior do Estado de São Paulo também são aviltantes, embora na média estejam um pouco acima dos valores oferecidos pelo governo estadual. O levantamento priorizou as cidades com mais de 500 mil habitantes, e boa parte daquelas em que o Cremesp mantém delegacias regionais, já que esses municípios concentram grande número de profissionais no serviço público e influenciam os salários de cidades menores. Mas para se ter um panorama geral do Estado, apurou-se uma pequena amostra em alguns municípios de menor porte, complementando a série de matérias sobre salários publicadas pelo Jornal do Cremesp a partir de fevereiro de 2008. Na edição número 245, a reportagem abordou os salários dos profissionais vinculados à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e aos ministérios da Saúde e da Previdência Social. Na edição seguinte, a matéria enfocou a Prefeitura do Município de São Paulo.

“Esta última apuração, em diversos municípios do Estado de São Paulo, confirma que a desvalorização do salário médico é generalizada. Em média, os salários praticados no Interior estão em torno de 2.200 reais por 20 horas semanais – algumas cidades pagam um pouco mais e, outras, menos”, avaliou o diretor de Comunicação do Cremesp, Bráulio Luna Filho. “Considerando que o trabalho médico é exaustivo, isso é extremamente preocupante”, alerta o diretor. Em muitas cidades de menor porte – afirma Luna – o profissional enfrenta uma sobrecarga de trabalho, os serviços são inadequados e os hospitais de referência estão distantes, o que exige maior resolutividade dos casos, sem o mesmo arsenal tecnológico para diagnóstico e terapêutica disponível em cidades maiores. Luna lembra ainda que muitos médicos têm dificuldades para se manter atualizados devido aos baixos salários. “O Estado remunera muito bem um auditor da Receita Federal, um promotor de Justiça ou um juiz; mas paga extremamente mal aos professores e aos médicos, que atuam em áreas que sempre constam da agenda dos governantes, quando estão em campanha eleitoral, mas que jamais é colocada em prática”, criticou Luna. “O médico presta um serviço essencial, lida com a vida humana, sendo crucial a valorização de seu trabalho em todas as regiões do país. Não se justifica que o médico, que muitas vezes investiu mais de dez anos para adquirir a sua formação, receba um quinto ou um sexto da remuneração de um juiz ou um auditor”, completou.

Luna destacou que as matérias apuradas pelo Jornal do Cremesp fornecem um panorama de uma situação que deve ser cobrada das administrações municipais e de todas as esferas de governo pelo coletivo das entidades médicas. “Muitos prefeitos jactanciam-se de dar prioridade à saúde, mas pagam salários aviltantes aos médicos. O mesmo se deve dizer do governo do Estado, pois esta série de matérias nos permitiu observar que o salário-base dos médicos vinculados à Secretaria Estadual da Saúde é um dos piores, quando comparados aos do Interior”, concluiu o diretor.

Salário-base ou inicial por jornada de 20 horas semanais
(Dados apurados em março, abril e início de maio de 2008)

Cidade       -   Habitantes  -  Nomenclatura   -   Valor    -   Fonte
A. de Lindóia       19.232           salário-base         1.299,00   PMAL/DRC/Brag.
Altinópolis             16.973          salário-base         2.500,00         DRC/RP
Araraquara         198.079           salário-base         1.720,00         DRC/ARAQ
Assis                     95.203          salário-base         1.866,58             PMM
Barretos             111.307           salário-base         1.496,20         DRC/BRT
Bauru                 352.887            sal. de ref.           1.216,55        PMB/Edital
Bocaina               10.808            salário-base         1.048,00             PMB
Brag. Paulista   145.210           salário-base          1.917,00     PMBP/DRC/Brag.
Campinas         1.053.252          salário-base          2.415,00  Sindimed/Campinas  
Cajati                    33.194          salário inicial         2.533,25          DRC/Registro
Cajobi                     9.657          salário-base         1.380,00          DRC/BRT
C.  do Jordão        49.951         salário inicial         2.500,00          PMCJ /AI
Caraguatatuba       98.730         salário inicial         1.866,69           DRC/VP
Catanduva           115.572        salário inicial          1.170,95           PMC/oficio
Cravinhos              32.777        salário-base           1.178,00           DRC/RP
Diadema              389.271        salário-base           2.402,00         DRC/SAE
Dumont                   7.315        salário inicial           1.770,00             PMD
Guariba                 33.118        salário-base            2.500,00          DRC/RP
Guarujá               307.987        salário-base           1.464,00       PMG e-mail/edital
Guarulhos         1.286.523       salário-base             2.042,64              Edital   
Fernandópolis       66.675        salário-base             1.343,45         PMF/oficio
Iguape                  28.889       não informou             2.400,00         DRC/Registro
Ilha Comprida       9.119        salário inicial              2.547,00         DRC/Registro
Iporanga               4.596        salário inicial              3.030,50         DRC/Registro
Jaboticabal          73.028        salário-base              1.600,00              DRC/RP
Jacareí               211.555       salário inicial              2.011,05          DRC/Vale P.
Jardinópolis        35.725        salário-base               2.498,00          DRC/RP
Jundiaí              353.744        salário-base               2.058,00           SMS/PMJ
Lindóia                 6.266        salário-base               1.304,00        PML/DRC/BPta 
Marília              225.259        salário-base               1.627,74       DRC/Marília
Mauá               411.844         salário-base               2.113,70         DRC/SAE
M. das Cruzes  374.168        salário-base                3.410,80        DRC/Mogi
Naz. Paulista       16.487       salário inicial              1.611,00    PMNPta/DRC/BPta
Olímpia               49.260        não informou              1.375,00         DRC/BRT
Osasco             710.984        salário-base                3.005,49         DRC/Osasco
Pariquera-Açu    20.915        salário inicial               2.526,25      DRC/Registro
Pinda                144.958        salário inicial               2.098,47      DRC/Taubaté
Piracicaba          336.920       salário-base               1.861,57         PMP
Pres. Prudente    206.545       salário-base               1.271,87         DRC/P. Pte
Registro               57.741        não informou             2.329,31            DRC/RG
Ribeirão Preto   557.156         salário-base              1.802,30            DRC/RP
S.R.Viterbo         22.820        salário-base               1.438,62            DRC/RP
Santo André      676.723        salário-base               1.894,94            DRC/SA
Santos               426.691        salário-base               2.009,00               PMS
SB Campo        792.617         piso salarial                  2.114,42           PM/SBC
SJ da Barra         45.567         salário-base              2.197,65           DRC/RP
SJCampos         612.312        salário inicial              1.900,79           DRC/VP  
SJ Rio Preto      411.175        salário-base               1.577,68         PMSjRP/ofício
São Vicente       326.516        salário-base               1.150,13   Edital/concurso 
Sertãozinho        105.879        salário-base               2.200,00            DRC/RP
Sete Barras         14.625         salário incial               1.520,64   DRC/Registro
Severínia             15.882         não informou              1.250,78           DRC/BRT
Sorocaba           584.936      sal.- base ingresso        1.525,80              Simesul
Taubaté             272.210         salário-base               1.248,87              Holerite


Este conteúdo teve 2118 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

Delegacia da Vila Mariana:
Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 265 usuários on-line - 2118
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior