Busca:

Palavra-chave:

TODOS OS SAÚDE EM PAUTA

ÚLTIMOS SAÚDE EM PAUTA

  • 02-10-2017
    Outubro Rosa
    Campanha conscientiza mulheres sobre a importância da prevenção
  • 27-09-2017
    Dia Mundial do Coração
    No Brasil, diariamente, mil pessoas morrem devido às doenças cardiovasculares
  • 26-09-2017
    Doação de Órgãos
    Dia Nacional de Doação de Órgãos lembra a importância do ato
  • 14-09-2017
    Fibromialgia
    Doença crônica pode ser controlada para melhor qualidade de vida

Saúde em pauta



Tabaco


Hábito de fumar causa seis milhões de mortes em todo o mundo

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), seis milhões de pessoas morrem todos os anos no mundo devido a doenças relacionadas ao consumo de tabaco. Entre elas, 600 mil são fumantes passivos. O uso da substância está relacionado ao surgimento de mais de 50 tipos de doenças, principalmente as cardiovasculares (como o infarto), o câncer e as doenças respiratórias obstrutivas crônicas (como a bronquite). 

O hábito de fumar também enfraquece o cabelo, faz secar a pele, reduz o paladar e o olfato, além de causar o envelhecimento precoce da pele, principalmente nas mulheres.

 

Dependência

Quando o fumante dá uma tragada, a nicotina é absorvida pelos pulmões, chegando ao cérebro, geralmente, em 9 segundos. O fumo causa no Sistema Nervoso Central, em um primeiro momento, a elevação leve no humor e diminuição do apetite. O que parece ser prazeroso no começo pode causar dependência e vício.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, os malefícios são maiores nas mulheres em razão das peculiaridades próprias do sexo, como a gestação e uso da pílula anticoncepcional. A mulher que é fumante tem um risco maior de infertilidade, câncer de colo de útero e menopausa precoce.

 

Tabagismo passivo

O tabaco também pode ser prejudicial para quem se encontra junto ao fumante. A fumaça que sai da ponta do cigarro e se difunde no ambiente contém, em média, três vezes mais nicotina, monóxido de carbono e até 50 vezes mais substâncias cancerígenas do que a fumaça que o fumante inala.

Essa exposição involuntária pode causar, em adultos, reações alérgicas em curto período (como a rinite, tosse e conjuntivite), além de aumentar em 25% o risco de doença cardíaca. Já as crianças expostas à fumaça do cigarro têm maior risco de morte súbita, bronquite, pneumonia, asma e infecções de ouvido.

O tabagismo passivo também é especialmente perigoso na gravidez, pois pode prejudicar o crescimento do feto e aumentar o risco de complicações durante a gravidez e o parto, tais como: morte fetal, parto prematuro e baixo peso do bebê ao nascer.

 

Porque parar?

Ao parar de fumar, o risco de doenças diminui gradativamente e o organismo se restabelece. Após 24 horas, os pulmões já conseguem eliminar o muco e os resíduos da fumaça. Dois dias depois, é possível sentir melhor o cheiro e o gosto das coisas. O corpo já não possui nicotina e a transpiração deixa de cheirar a tabaco. Duas semanas sem fumar melhora a circulação, tosse, congestão nasal, fadiga e falta de ar.

Depois de um ano, o risco de doença cardíaca cai pela metade. Após cinco anos, o risco de ter câncer de pulmão também reduz 50% e, em 15 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao de uma pessoa que nunca fumou.

 

Lei Antifumo

Implantada há oito anos, a Lei Antifumo paulista, nº 13.541, foi criada com o objetivo de gerar ambientes mais saudáveis e livres do tabaco. De acordo com um levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, a lei conta com 94% de aprovação da população e foi aderida por 99% dos estabelecimentos comerciais em São Paulo.

A lei veta o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou outros produtos fumígenos em ambientes total ou parcialmente fechados. Para denunciar um estabelecimento que não esteja cumprindo a legislação dique: 0800-771-3541

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e INCA


Tags: tabacotabagismofumar.



Este conteúdo teve 1261 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede - Luís Coelho: Rua Luís Coelho, 26
Consolação - São Paulo/SP - 01309-900

Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
(Sem atendimento ao público)
Centro - São Paulo/SP - 01301-910

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 117 usuários on-line - 1261
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior